Película #68 - Cyrus
Cyrus é uma comédia-dramática escrita e dirigida pelos irmãos Jay e Mark Duplass e estrelado por John C. Reilly, Jonah Hill, Marisa Tomei e Catherine Keener. Nele conhecemos John (John C. Reilly) um cara de 40 e poucos anos, divorciado e que tem sua ex-mulher como melhor amiga. O cara não conseguiu superar a separação e por isso tem uma vida vazia onde não costuma se divertir ou fazer coisas fora do trabalho. Quando Jamie decide se casar novamente, ele acaba conhecendo a mulher ideal (Tomei), mas ela vem com um brinde, o doentio Cyrus (Hill). 

O elenco é simplesmente perfeito. Ajuda a dar credibilidade a cada cena, por mais teatral e cômica que ela seja. Os irmãos Duplass tem bastante habilidade em nos integrar a história, nos colocando como espectadores do que acontece. Isso por conta das poucas câmeras e variações de ângulos que usam, por outro lado chega a incomodar a quantidade de zooms e “Shake Cams” que usam, mas nada que atrapalhe o andamento do filme. 

Apesar de ser uma obra indiscutivelmente indie; com toques de auto-descobrimento, trilha sonora combinando clássicos dos anos 80 com coisas modernas inspiradas nessa época e piadas de humor negro, o filme não exagera em nada pois tudo parece estar na dose certa.
Não espere por gargalhadas (apesar de que dei algumas) nem pelo “indie proud” aqui. Mas se estiver precisando de um bom filme, com alguns momentos memoráveis e humor de qualidade, Cyrus é uma ótima pedida.
Por Anderson Tomazi.

Película #68 - Cyrus

Cyrus é uma comédia-dramática escrita e dirigida pelos irmãos Jay e Mark Duplass e estrelado por John C. Reilly, Jonah Hill, Marisa Tomei e Catherine Keener. Nele conhecemos John (John C. Reilly) um cara de 40 e poucos anos, divorciado e que tem sua ex-mulher como melhor amiga. O cara não conseguiu superar a separação e por isso tem uma vida vazia onde não costuma se divertir ou fazer coisas fora do trabalho. Quando Jamie decide se casar novamente, ele acaba conhecendo a mulher ideal (Tomei), mas ela vem com um brinde, o doentio Cyrus (Hill). 

O elenco é simplesmente perfeito. Ajuda a dar credibilidade a cada cena, por mais teatral e cômica que ela seja. Os irmãos Duplass tem bastante habilidade em nos integrar a história, nos colocando como espectadores do que acontece. Isso por conta das poucas câmeras e variações de ângulos que usam, por outro lado chega a incomodar a quantidade de zooms e “Shake Cams” que usam, mas nada que atrapalhe o andamento do filme. 

Apesar de ser uma obra indiscutivelmente indie; com toques de auto-descobrimento, trilha sonora combinando clássicos dos anos 80 com coisas modernas inspiradas nessa época e piadas de humor negro, o filme não exagera em nada pois tudo parece estar na dose certa.

Não espere por gargalhadas (apesar de que dei algumas) nem pelo “indie proud” aqui. Mas se estiver precisando de um bom filme, com alguns momentos memoráveis e humor de qualidade, Cyrus é uma ótima pedida.

Por Anderson Tomazi.